Thursday, May 11, 2006

we survived cinco de mayo

com considerável atraso devido a trabalho/desporto/jantares fora-de-horas, cá segue uma crónica do que foi o passado fim-de-semana. foi um weekend tão cheio de eventos e acontecimentos que optei por dividir o dito em vários posts, para melhor dissecar o que aconteceu e contar ao vasto auditório que visita constantemente este blog (sim, para todos os 5!!!).

tudo começou na sexta-feira, onde tínhamos as celebrações do Cinco de Mayo em San Jose, festa que comemora uma vitória qualquer em 1800 e troca o passo do exército mexicano sobre os ignóbeis (aparentemente) franceses. assim sendo, e havendo pretexto para uma intensa noite de copos, seguimos para a cidade mal saímos da Cisco. abastecidos de provisões essenciais (cerveja, vodka e...basicamente isso...), fomos visitar a mansão de alguns dos nossos amigos que vivem lá em baixo, e onde iríamos pernoitar na mesma noite. desde já uma salva de palmas pela casarona que esta gente conseguiu arranjar, está bem que é numa zona tranquila da cidade onde não se passa nada, mas realmente vale a pena ir aquele terraço olhar para a cidade e com alguma sorte, para a baía ao longe. ora bem, saídos de lá tarde, o restaurante onde supostamente seria realizado o banquete...estava quase a fechar e completamente cheio de gente. após algumas tentativas de arranjar um sítio decente para comer, eu, Luís e Patrícia descobrimos (a Patrícia descobriu e nós concordamos logo) um tasco mexicano com música ao vivo (Mariachis que pareciam saídos de operação às amígdalas, tal era a qualidade vocal dos indivíduos), com Corona que chegava e sobrava, enchilladas e tacos e outras comidinhas leves mexicanas para encher o bandulho antes da festa para a qual tínhamos entrada livre até às 23h, no Studio 8 em San Jose. ora como saímos tarde do restaurante, tentamos ir a pé (apenas 28 quarteirões) até downtown. cenário impossível. a rua enchia-se de carros dos dois lados, milhares de tipos a pé, bandeiras mexicanas por todo o lado, gajas a saltar em cima de viaturas fortemente tunificadas (do azeiteiro tuning), hordas de gangs na rua, helicóptero da polícia no ar, motas da polícia pela estrada a bloquear alguns cruzamentos. um espectáculo dantesco. para terem uma ideia, segue o link para o jornal do dia seguinte. resultado: tivemos de voltar para trás e para casa do povo, onde se seguiu uma noite de paleio estúpido e risota generalizada. o costume, portanto. abancamos todos (os de SF mais o Luís) num quarto, 4 sacos-cama e uma cama para dois, dormir direitinho que o dia seguinte supostamente estava preenchido...

2 Comments:

Blogger Miguel Santos said...

i don't know much about cinco de mayo
i'm never sure what it's all about but
i say i want you and you don't believe me
you say you want me but i've got my doubts
oh baby i was bound for mexico
oh baby i was bound to let you go

i had a match but she had a lighter
i had a flame but she had a fire
i was bright but she was much brighter
i was high but she was the sky
oh baby i was bound for mexico
oh baby i was bound to let you go

8:17 AM

 
Blogger Jorge said...

isto sim, é uma música :)
eles vêm cá no dia 10 de junho a Sonoma, mas é um festival e cheira-me que é demasiadamente hippie para o meu estilo...ainda por cima com o mundial a começar no dia anterior, há um claro conflito de interesses...

2:01 PM

 

Post a Comment

<< Home