Tuesday, May 23, 2006

the SF vibe

ora depois de passados alguns dias depois do meu último post, até deu jeito a espera, porque agora vou conseguir agregar dois eventos em que tive a felicidade de participar, e que espelham bem o que é San Francisco, e porque é que esta cidade é diferente de muitas outras nos EUA e de quase todas no resto do mundo. depois destes eventos estou convencido que o tipo lá de cima (o da barba e dos relâmpagos com letra maiúscula no nome) escolheu San Francisco para enviar para cá tudo o que não queria ficar noutras cidades por sentir que não se enquadrava. e ainda bem, porque dá um ambiente fantástico à cidade, com uma envolvência que nunca vi. bem, adiante.

no dia 7 de Maio, organizou-se em SF a "How Weird Street Faire", localizada entre na Howard Street, entre a 11th e 12th Streets. não fazia a menor ideia do que isto era, só sabia que era um evento em que toda a gente ia mascarada no meio da rua e que havia umas tendinhas a vender algumas coisas. lógico que imaginei logo uma cena meio hippie e não estava muito convencido, mas depois de termos perdido a St.Stupid's Day Parade no dia 1 de Abril, não estava para perder mais um potencial acontecimento na cidade. por isso, siga para a baixa! lá chegados, a loucura. era pessoal vestido de tudo, desde fadas a super-heróis, com dominatrixes e dominatrixated (isto tem de estar mal escrito, mas tentem entender o nexo...sim, nexo...) e gajos cobertos de lama da cabeça aos pés, misturados com pessoal vestido de uma maneira normalíssima. isto no meio da rua, com tendas a vender t-shirts e colares e artesanato (incluindo a Vagina Store, uma loja com...vaginas para todos os gostos e feitios), cerveja e álcool variado. tudo isto NO MEIO DA RUA, com sete palcos de música, a rodar trance intenso e com DJ's sempre a rodar, um jardim que foi colocado no cruzamento das ruas com uma fonte e tudo, um sol intenso, muito calor e o pessoal a curtir largo. no fundo, foi uma mini-rave no meio de SF a um domingo a tarde!!! do outro mundo, meus amigos!

site oficial: http://www.howweird.org

cá ficam algumas fotos:

o jardim que colocaram no cruzamento
da 12th com a Howard St.

alguma da malta a curtir

uma panorâmica
(by Paulo Abreu Photo Studios)


tem de haver gente para tudo...

e depois deste desterro, exactamente duas semanas depois, mais uma festa. desta vez, a famosa corrida "Bay to Breakers", realizada anualmente nesta cidade do demo, em que a premissa é simples: atravessar a cidade a correr. a partida é feita no Embarcadero, do lado da baía, e atravessa-se a cidade até ao Golden Gate Park, chegando ao Oceano Pacífico (o verdadeiro, não é o programa impulsionador de suicídios colectivos da RFM). ora esta corrida de 12 milhas é conhecida não só pela corrida "per se", em que participam atletas profissionais e que se corre em meia dúzia de minutos para esse pessoal, mas sim pela entourage que a rodeia. passo a explicar.
no passado domingo de manhã, após dois dias consecutivos de festarolas (6a feira no Embarcadero numa festa almost-C9 tal era o número de lusos presentes; sábado num jantar em "família" e uma deslocação a uma festinha na Mission a convite do Vasco et al), tínhamos combinado acordar perto das 8 horas para podermos ir logo para a corrida. por volta dessa hora, os nossos vizinhos de cima (que, preparados, já tinham "pedido emprestado" um carrinho de supermercado...calma, explico já a seguir...) descem as escadas a perguntar "Então, está tudo pronto? Lá em cima já começamos a beber!". ah pois é. começar cedo a enfrascar foi um momento alcoólico por excelência, só comecei a beber uma cervejita já passava das 9 horas porque ainda fui ao Café Murano comer um muffin para pôr qualquer coisa no estômago...a tradição é que o pessoal vai todo atrás da verdadeira corrida, mascarado (what else?!) muito mais intensamente do que o How Weird, com grupos de pessoas todas vestidas da mesma maneira, grupos de pessoas todas despidas da mesma maneira...o melhor paralelismo que consigo fazer é do cortejo da Queima. agora multipliquem isso por mil e metam pessoal nu ao barulho. e bandas a tocar nos passeios das ruas. e gajos vestidos de Elvis. e voluntários a dar água ao povo. e tortillas a voar como frisbees de pão. dá para imaginar?
ah, a cena do carrinho. muito pessoal leva carrinhos de supermercado carregados até ao cimo de álcool. cerveja, vodka, rum, bloody marys, tequilla, whatever. o nosso foi empurrado desde casa até ao Golden Gate Park, cheio de gelo e latas de Budweiser, Smirnoff e batatas fritas.
como não tinha máscara (e quem me conhece sabe que não sou propriamente gajo que adore costume parties nem nada do género), optei por um look desportivo em homenagem ao meu clube...ou seja, fui vestido de jogador do FCP, t-shirt do Jorge Costa, calções e sapatilhas. cum carago, parecia um menino...:) o Soares conseguiu um look impecável, de blazer, camisa e gravata...e calções de banho. brilhante!
mais! a meio da corrida, vem um gajo com um boné dos Giants ter comigo e diz-me: "Portista?" e eu "Sim, claro!", ao que o gajo responde: "Estamos em todo o lado, pá!!!"...isto até em corridas destas se encontram dragões!!!

este é o ambiente de San Francisco. vi um mupi numa paragem de autocarro e o Paulo tirou uma foto (ver abaixo) que retrata perfeitamente o meu sentimento acerca desta cidade. fabuloso.

site oficial da "Bay to Breakers": http://www.ingbaytobreakers.com

again, mais algumas fotos para documentar o momento:


He's alive!!!

Era muita gente, era :)

Lusitanos em todo o lado...

O rapaz tem uma certa razão...

Um exemplo de group costumes...

A corrida a passar
em Alamo Square

Acabadinha de fugir
do Louvre...

Olha o Jorge Costa
ali no meio!!!

O famoso carrinho...

Palavras para quê?...
This is San Francisco!!!

8 Comments:

Blogger TiagoLS said...

Bela posta!
Eu teria posto mais uma foto do How weird :P

11:48 AM

 
Blogger Luís de Faria said...

Tambem me quer parecer que falta qualquer coisa...

11:59 AM

 
Blogger Janelas said...

Boas!
Eu mantenho a minha : "CA GANDES VIDAS, ESSAS"!
Só queria trabalhar como tu trabalhas (vê-se pelas fotos o corre-corre), ter o stress de não deixar o stock de Buds baixar o limite, andar de calçõezinhos e viver numa cidade em que metade das gajas devem ser TSs!
Volta que estás perdoado! De certeza que já te arrependeste de ter aceite participar nessa experiência... E, enquanto isso está a mulher, em Valbom, sozinha, a trabalhar para trazer dinheiro para casa, cheia de saudades do menino que também, coitado, imigrou, e só pensa em voltar, vivendo em SFO apenas para o trabalho...
GANDES VIDAS!!!!

2:39 PM

 
Blogger mocas said...

oh amigo, eu nao imigrei, eu emigrei :) e essa de SFO é mesmo de quem trabalha em transitários...:P

2:50 PM

 
Blogger  said...

fenomenal :)

1:24 AM

 
Blogger Bitor said...

Ciscocchini... o único blog que bolta e meia venho ler. Para ver ver a grande vida que certas pessoas têm a sorte de ter... Enfim Parabéns Mocas pelo que conseguiste e pelo blog! E agora uma descasca... Ó Janelas essa do "Volta que estás perdoado!" tem direitos de autor e remonta aos primórdios da nossa amizade, ao tempo da célebre frase... "Bolta Guida filha, tás aperdoada!" (sim! aperdoada com "a") e da outra não menos comum "Ó Guida... faz peiiiiiiiito!" Lembram-se?? Ass.: Kyron

5:19 PM

 
Blogger Ricardo Ferreira said...

Ui, não acredito. O nosso guru tb lê o blog??

Ah grande Vítor, um forte abraço!

2:08 PM

 
Blogger Menino do Rio said...

Acho que vcs deviam ter ido todos de Super Homem!
Aí é que eu diria: Os cisco kids endoideceram todos!!!

1:15 PM

 

Post a Comment

<< Home